Honda registra novos Fit e City no Brasil

on
Categories: Carros
Novo Honda Fit é registrado no Brasil — Foto: Reprodução/INPI

Novo Honda Fit é registrado no Brasil — Foto: Reprodução/INPI

Honda registrou as novas gerações de seus compactos Fit City no Brasil. As imagens de patente, que incluem ainda a versão hatch do City, foram reveladas nesta terça-feira (19) pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Se a pandemia do coronavírus não atrapalhar os planos da fabricante, o Fit deverá ser o primeiro a chegar por aqui, no segundo semestre deste ano. Para o City, a previsão de chegada é em 2021.

G1 procurou a Honda para confirmar as informações. A marca respondeu que “não comenta sua estratégia futura de negócios” e que o registro no INPI “trata-se de uma ação regular e praticada em todo o mundo”. “Esse registro não indica intenção de produção ou comercialização local do produto em questão”, completou.

Novo Honda Fit — Foto: Reprodução/INPI

Novo Honda Fit — Foto: Reprodução/INPI

A primeira versão do novo Fit registrada no Brasil é a “aventureira” batizada de Crosstar, com adereços como plásticos sem pintura nos para-choques e nos para-lamas, aberturas maiores nos para-choques, pneus de perfil mais alto e barras no teto. Há chances de que ela substitua o WR-V.

Revelada no Salão do Automóvel de Tóquio, em 2019, a nova geração do modelo ficou mais tecnológica e adotou até detecção de objetos para evitar acidentes, mas manteve o sistema de modularidade dos bancos traseiros.

Para o Brasil, ele poderá ter versões equipadas com o atual motor 1.5 e um novo 1.0 turbo de 122 cavalos de potência, que fez sua estreia no City.

City sedã e hatch

Novo Honda City é registrado no Brasil — Foto: Reprodução/INPI

Novo Honda City é registrado no Brasil — Foto: Reprodução/INPI

O City deverá chegar depois, em 2021. A incógnita fica para a inédita versão hatch, que poderia vir ao Brasil para concorrer com Volkswagen Polo, Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Fiat Argo. Com isso, o Fit poderia subir um andar.

De acordo com a marca, o novo motor 1.0 tem desempenho superior a do antigo 1.5 e seu torque é “equivalente a de um motor 1.8”. O consumo do carro pode chegar a 23,8 km/l. Tanto o 1.0, quanto o 1.5, devem equipar o modelo brasileiro.

Honda City Hatch — Foto: Reprodução/INPI

Honda City Hatch — Foto: Reprodução/INPI

O novo City oferece itens como frenagem automática, monitoramento de pontos cegos, faróis de LEDs, ar-condicionado digital, 6 airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, entre outros.

Assim como no Fit, é possível que ele mantenha o pacote de equipamentos quando chegar ao Brasil.

Novo Honda City sedã — Foto: Reprodução/INPI